2019.05.26 | 03:06:17

Autor Tópico: A Guerra está declarada - "Infarmed desaconselha cigarros electrónicos"  (Lida 9698 vezes)

Planetas

  • Vaper
  • ***
  • Mensagens: 137
  • Vapor: 0
Voilá, já estava a estranhar a demora. O que mais choca é a pobreza dos argumentos...!!

Desafio a todos a contarem a sua experiência na caixa de comentários da noticia   ???:
Já dei o meu contributo
Fumei durante 20 anos, 1 maço por dia, já vão 10 meses que não pego um cigarro graças ao cigarro eletrónico e agora dizem que não sabem se é bom para a saúde, apesar de existirem vários estudos que indicam que é certamente mais seguro que o ... cigarro analógico (vide Universidade de Boston). O que sei é que respiro melhor e não tenho nenhum dos 4000 quimicos do cigarro no corpo. O resto é treta!!
Nota: Já agora, o tabaco mata e nem por isso é proibido!
http://economico.sapo.pt/noticias/infarmed-desaconselha-cigarros-electronicos_124788.html
http://sol.sapo.pt/inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=26607
Citar
O Infarmed desaconselha o uso de cigarros electrónicos alegando que estes, tal como os convencionais, podem induzir dependência.

Numa circular divulgada hoje no site da internet, o Infarmed indica que, até ao momento, "não tem qualquer autorização ou registo para este tipo de produtos, nem como medicamento, nem como dispositivo médico".

Assim, é desaconselhada a utilização deste tipo de produtos, por não ser possível assegurar a sua qualidade, segurança e eficácia/desempenho.

O enquadramento do cigarro electrónico enquanto medicamento, dispositivo médico ou produto de consumo geral, depende do seu conteúdo em nicotina, da sua indicação de uso, e se essa é, ou não, uma finalidade médica.

Elembra que "os fins médicos devem ser devidamente fundamentados, com dados clínicos e científicos, e esses dados têm que ser submetidos às autoridades competentes para avaliação".

Já no ano passado, a Organização Mundial de Saúde (OMS) havia esclarecido que não considera os cigarros electrónicos como um sistema de ajuda ao abandono do tabagismo e que os mesmos contêm aditivos químicos que podem ser tóxicos.

Os cigarros electrónicos apresentados como uma solução para deixar de fumar "sabotam as estratégias da OMS" de luta contra o tabaco, segundo a organização.

Os cigarros electrónicos são "uma ferramenta para sabotar as estratégias destinadas a encorajar as pessoas a deixar de fumar", defendeu Eduardo Bianco, director regional da Aliança para a Convenção Quadro da OMS pela luta anti-tabaco (CCLAT).

Amesma opinião é partilhada pela Confederação Portuguesa de Prevenção do Tabagismo que, em Novembro, referiu à agência Lusa que os cigarros electrónicos vendidos na Internet e apresentados como eficazes para deixar o hábito são prejudiciais à saúde, mantêm a dependência e funcionam como um aliciante para os mais novos começarem a fumar.

Luís Rebelo, presidente da confederação, alertou, na ocasião, para o facto de muitos destes cigarros estarem disponíveis com diferentes sabores adocicados, como o chocolate, podendo funcionar como um aliciante para crianças e jovens se iniciarem no tabagismo, já que "produtos aditivos com sabor e cheiro melhoram a capacidade de fumar para quem está a começar".

Os cigarros electrónicos, também chamados de e-cigarros, são geradores de aerossóis cuja forma lembra a dos cigarros "normais" e que produzem fumo artificial aromatizado, com ou sem nicotina.

As empresas que comercializam esse produto, inventado na China em 2004, afirmam ser menos nocivo que os cigarros tradicionais e defendem que constituem uma solução para ajudar os consumidores a deixar o vício de fumar, o que é contestado pela OMS e por outras organizações não governamentais.

« Última modificação: 2011.08.17 | 18:22:07 por Planetas »

migmiguel

  • Vaper Veterano
  • *****
  • Mensagens: 840
  • Vapor: 18
Já lá deixei a minha!



pmos69

  • Moderador Global
  • Máquina de Vapor
  • *****
  • Mensagens: 3450
  • Vapor: 47
Mas porque haveria o infarmed de regular os e-cigs?
Não são medicamentos.
Também não regula o tabaco, o alcool ou os chocolates.

arunce

  • Vaper Veterano
  • *****
  • Mensagens: 876
  • Vapor: 23
Mas porque haveria o infarmed de regular os e-cigs?
Não são medicamentos.
Também não regula o tabaco, o alcool ou os chocolates.

Os princípios activos quando vendidos e usados com manifesta intenção de terapêutica médica estarão ou deverão ser regulamentados, assim como a nicotina.

supernandu

  • Interessado
  • *
  • Mensagens: 6
  • Vapor: 0
Se o Infarmed conseguir que os cigarros electrónicos sejam considerados medicamentos, aí sim já os vamos ver a apoiá-los incondicionalmente.



arunce

  • Vaper Veterano
  • *****
  • Mensagens: 876
  • Vapor: 23
Se o Infarmed conseguir que os cigarros electrónicos sejam considerados medicamentos, aí sim já os vamos ver a apoiá-los incondicionalmente.

Ou não, dado que a iniciativa de os submeter a tal regulamentação está sujeita a condicionantes financeiras, interesses e certificações.

pmos69

  • Moderador Global
  • Máquina de Vapor
  • *****
  • Mensagens: 3450
  • Vapor: 47
Mas porque haveria o infarmed de regular os e-cigs?
Não são medicamentos.
Também não regula o tabaco, o alcool ou os chocolates.

Os princípios activos quando vendidos e usados com manifesta intenção de terapêutica médica estarão ou deverão ser regulamentados, assim como a nicotina.

No ECF, por exemplo, são proibidos fornecedores que façam quaisquer referencias médicas.
Os e-cigs não são medicamentos nem instrumentos terapêuticos.

Chelios

  • Interessado
  • *
  • Mensagens: 25
  • Vapor: 0
« Última modificação: 2011.08.17 | 20:21:41 por Chelios »



arunce

  • Vaper Veterano
  • *****
  • Mensagens: 876
  • Vapor: 23
Mas porque haveria o infarmed de regular os e-cigs?
Não são medicamentos.
Também não regula o tabaco, o alcool ou os chocolates.

Os princípios activos quando vendidos e usados com manifesta intenção de terapêutica médica estarão ou deverão ser regulamentados, assim como a nicotina.

No ECF, por exemplo, são proibidos fornecedores que façam quaisquer referencias médicas.
Os e-cigs não são medicamentos nem instrumentos terapêuticos.

Exactamente, mas há aqueles sem escrúpulos que quase condenaram o modelo.

AhmunRa

  • Máquina de Vapor
  • ******
  • Mensagens: 3016
  • Vapor: 23
  • Brass Caravela Clone, SS Nemesis Clone, Kayfun 3.1
Propileno de glicol ou glicerina vegetal (PG ou VG), nicotina, aromas (a maioria deles alimentares) e água.

Tirando a nicotina que por um estudo australiano a cada inalação do ecig é absorvida 0,01% pelo corpo o resto é tudo usado nos mais variados produtos alimentares e água que acho que foi provado há muitos anos ser imprescindivel para o ser humanos sobreviver. O que faz mal no ecig? O € que as tabaqueiras/INFARMED não ganha com a venda do tabaco/produtos para deixar de fumar. Não se enganem que andam os 2 de braços bem dados... Uns vendem para viciar outros vender para desviciar e tudo isto é um ciclo sem fim, porque se para 1 pessoa os métodos de desviciação do tabaco resulta há outros 9 que não vai resultar ;) e volta-se ao ciclo em que ambos ganham e morrem milhões pessoas neste jogo monetário. É a triste vergonha do mundo que vivemos :S

hugocarvalho

  • Vaper Assumido
  • ****
  • Mensagens: 492
  • Vapor: 7
  • apex ultramax-darwin
Propileno de glicol ou glicerina vegetal (PG ou VG), nicotina, aromas (a maioria deles alimentares) e água.

Tirando a nicotina que por um estudo australiano a cada inalação do ecig é absorvida 0,01% pelo corpo o resto é tudo usado nos mais variados produtos alimentares e água que acho que foi provado há muitos anos ser imprescindivel para o ser humanos sobreviver. O que faz mal no ecig? O € que as tabaqueiras/INFARMED não ganha com a venda do tabaco/produtos para deixar de fumar. Não se enganem que andam os 2 de braços bem dados... Uns vendem para viciar outros vender para desviciar e tudo isto é um ciclo sem fim, porque se para 1 pessoa os métodos de desviciação do tabaco resulta há outros 9 que não vai resultar ;) e volta-se ao ciclo em que ambos ganham e morrem milhões pessoas neste jogo monetário. É a triste vergonha do mundo que vivemos :S

sou totalmente de acordo. é isso é na guerra e no governo



 

Planetas

  • Vaper
  • ***
  • Mensagens: 137
  • Vapor: 0
Aposto que quando for feito um estudo, este será encomendado pelas tabaqueiras. Se há tanta preocupação com a saúde pública, que se realize um estudo independente, mas que incida sobretudo na comparação entre o Cigarro analógico Vs Cigarro electrónico!
Até lá vão dar uma curva, porque podem sempre enganar uns incautos, mas graças a espaços como este (que vi quase nascer ;)) há cada vez mais gente com a pestana bem aberta!!  8)

arunce

  • Vaper Veterano
  • *****
  • Mensagens: 876
  • Vapor: 23
Aposto que quando for feito um estudo, este será encomendado pelas tabaqueiras. Se há tanta preocupação com a saúde pública, que se realize um estudo independente, mas que incida sobretudo na comparação entre o Cigarro analógico Vs Cigarro electrónico!
Até lá vão dar uma curva, porque podem sempre enganar uns incautos, mas graças a espaços como este (que vi quase nascer ;)) há cada vez mais gente com a pestana bem aberta!!  8)

Eu aposto que o estudo será encomendado por quem ganha mais dinheiro com o tabaco: o Estado.

ShakeS

  • Vaper Veterano
  • *****
  • Mensagens: 1377
  • Vapor: 43
  • I'm watching u!!!
Sinceramente não acredito que com tantos anos de ecig ainda nenhum estudo tenha sido feito... Acredito sim que o resultado do estudo não agradou a muita gente ;)

hugocarvalho

  • Vaper Assumido
  • ****
  • Mensagens: 492
  • Vapor: 7
  • apex ultramax-darwin
claro que sim shakes, dai o estados unidos já ter perdido em tribunal com por exemplo a tw devido a terem material retido em alfandega